sexta-feira, 29 de abril de 2011

...

já que acho que utilizas algumas das minhas palavras para fazer o teu discurso toma lá esta..."amo-te"!

quinta-feira, 28 de abril de 2011

qualquer coisa

São 1:37 da manha, estou sentado enquanto escrevo(também podia estar em pé mas dá um bocado mau jeito), a luz está forte e o meu estado de espírito pode ser comparado a uma lâmpada de 20w ou 30w, fraquinha, fraquinha.
Quando uma pessoa passa do tudo ao nada em 5minutos fica na merda, sem muito para pensar. O descontrolo emocional não é gerido quando isto acontece, passei completamente os limites comigo mesmo e contigo.
Hoje dei por mim a pensar que podia ser doente de um qualquer hospital psiquiátrico quando excedi os limites do bom senso, no entanto cheguei à conclusão que tudo não passa de uma palavra, "AMOR", SIM AMOR! Hoje também se pode dizer que perdi uma das pessoas que foram mais importantes neste ultimo ano e meio. Ela não morreu, mas para mim acabou-se, ou melhor, ela acabou.(quase que parece uma piada)
Sinceramente, ainda nao sei como é que isto foi acabar!
Houve coisas que queria muito que tivessem sido feitas a dois. Estava só à espera que esta estúpida falta de motivação acaba-se e as coisas acalmassem um pouco na tua cabeça.(romantismo)
Enquanto surgem memórias tuas na minha cabeça vejo que as coisas não correram bem por factores externos, muito por me deixar levar em "ciúmes" parvos mas não foi só por isso. Tu também não ficaste nada mal na fotografia, ao aproveitares-te do meu desenrolar de conversa para acabar tudo, assim puff!
Com tudo isto tirei algumas ilações, e uma delas foi que duas pessoas podem-se amar bastante mas quando há constantemente choque entre as duas, elas não podem ter um relacionamento a não ser que haja comunicação, muita comunicação.

Gostava de me apagar durante uns tempos.

(só me dá para escrever nestas situações, quando tento encontrar uma fuga para tudo)

terça-feira, 2 de novembro de 2010

...

A cidade está deserta,
E alguém escreveu o teu nome em toda a parte:
Nas casas, nos carros, nas pontes, nas ruas.
Em todo o lado essa palavra
Repetida ao expoente da loucura!
Ora amarga! Ora doce!
Pra nos lembrar que o amor é uma doença,
Quando nele julgamos ver a nossa cura!

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

pensamento

neste momento sinto que eu fiquei com uma parte tua e tu uma minha.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

terça-feira, 11 de maio de 2010

lembraças

eu, tu e uma amiga tua, ela foi pagar o cartão de consumo e nós ficámos "sozinhos". passado uns minutos demos o primeiro beijo. lembro-me como se fosse ontem. é tão bom recordar...o inicio.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

fodido.

é tão lixado quando as coisas não estão a correr como nós queremos mesmo quando tentamos que isso mude. ainda é mais lixado quando esse problema depende da outra pessoa para ter solução(só existe finais felizes nos filmes!).

domingo, 10 de janeiro de 2010

...

O que é que eu estou a fazer em casa a um sabado à noite? Se querem que eu diga, não sei...talvez seja pelo frio, pelas pessoas, pela própria noite nocturna que nada me cativa neste momento ou pelo simples facto de querer andar mais caseiro(mas só tenho 21anos!!!). É pá não sei mas tudo o que acabei de mencionar pode ser uma razão para não sair de casa.
Sinto-me estranho porque desde à uns anos para cá todos os sábados saio salvo raras excepções. Talvez o segundo fim-de-semana do ano me queira dizer qualquer coisa. Quer dizer que vai ser um ano mais recatado comparado com os outros e com outros objectivos, não sei, não sei.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

...

Todos os momentos são bons para escrever qualquer coisa que venha á cabeça. Acabei de ler nas ultimas paginas da revista Sabado desta semana uma "mini-biografia" de um sr. chamado Robert Downey Jr. que por acaso até é um belo actor de Hollywood. Aos 8anos já consumia marijuana dada pelo pai(que estupidez!), a adolescencia foi passada entre mudanças de casa sucessivas, a separação dos pais e o contacto consecutivo com drogas. Pode-se dizer que até aos 40anos foi um libertino onde teve algumas gajas mas nunca eram certos os seus relacionamentos até encontrar a sua actual mulher.(isto apenas é um excerto do que eu conclui ao ler aquilo)
A história de vida deste actor faz-me ver que por mais teorias que tenhamos sobre a vida amorosa podemos a qualquer altura encontrar o nosso outro lado(feminino neste caso) que nos preencha.

Eu encontrei a pessoa que me preenche neste momento, que tem todos meus ideais de mulher para ter o que quer que seja, neste caso namoro. A nossa relação está a ser tão intensa que até eu estou admirado comigo próprio. Aqueles friozinhos/arrepios que ouvia algumas pessoas falarem afinal existem e eu sinto, a cada toque, a cada palavra mais sentimental que venha da tua pessoa e isso deixa-me feliz. É bom estar assim!

Finalmente encontrei-te e não estavas assim tão longe. Gosto de ti.

(escrevi isto num papel por volta das 21horas do dia de hoje e claro que tinha de passar para aqui)

sábado, 19 de dezembro de 2009

...claro que sou homem x)

Como é bom sentir-me feliz ao teu lado, a teclas para mim são um alvo difícil devido ao meu estado de embriaguez que me encontro mas por ti faço "tudo".
Quando cheguei ao pé de ti só queria que a tua amiga se fosse embora para te beijar e tocar-te, queria-te sentir como se fosses minha e realmente consegui.
Tudo estava propicio para que houvesse algo entre nós e isso aconteceu, como eu me sinto feliz miuda.
Eu quero estar assim por muito e muito tempo, o passado das nossas relações já não faz sentido em nós...agora somos nós a pensar por nós sem nenhum sentido no passado...quero-te e quero-te e quero-te.
Espero que isto valha a pena e vou dar TUDO para que isso aconteça.